sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Mensagem Oculta



Certa vez, um homem disse ao seu filho: "Para ser feliz, seja como eu, siga os meus passos e fique ao meu lado".

Muitos anos se passaram e o garoto percebeu que o que o pai havia lhe dito não era bem isso e que ele tinha se equivocado. O que o velho homem queria dizer era: "Para eu ser feliz, seja como eu, siga os meus passos e fique ao meu lado".

A partir desse momento, para ele tudo ficou mais claro, mais nítido! Mais confuso? E agora? Apenas uma palavra havia mudado todo o seu rumo, toda a sua história de vida. No primeiro momento, ele implorou para voltar no tempo, mas logo percebeu que isso não seria possível. Então, o que fazer?

Ao longo de algumas semanas o filho pensou muito na situação e a nenhuma conclusão chegou. A grande descoberta dele foi uma palavra única, que reflete toda a individualidade dos seres humanos, uma “simples” palavra chamada EU.

Daniel Stoque Pecin

terça-feira, 1 de abril de 2014

Austin e Bud: Uma lição para a vida contemporânea

Num certo dia de inverno, no norte da Europa, um pobre camponês chamado Austin saiu para procurar emprego e comida, pois as suas reservas tinham acabado e os trabalhos eram escassos. Ao circular por uma região comercial, um padeiro chamado Bud, comovido com a atual situação do solitário homem, decidiu ajudá-lo. Deu emprego, comida e amizade.
 
Anos se passaram, a região entrou numa preocupante crise financeira e o padeiro precisou cessar as suas atividades. Cada um seguiu o seu rumo, o comerciante foi trabalhar numa farmácia de um primo e o rapaz decidiu se mudar para o Sul da Europa, na casa da Anna, sua avó materna. A elegante mulher morava sozinha, já que no ano anterior o seu companheiro durante inúmeros anos faleceu de complicações renais. O homem era um virtuoso empreendedor, ao longo dos anos acumulou m
uita riqueza.
 
Quando chegou à
residência da sua avó, deu de cara com uma senhora educada, cheia de vida e generosa. Um quarto arrumado e cheiroso estava a sua espera. Era tudo o que ele nunca tinha tido. Nesse momento, a alegria tomou conta do seu coração. Família, casa, carinho, coisas que frequentemente sonhava, estavam bem a sua frente.
 
Após alguns dias, já acostumado com a rotina da sorridente senhora, Austin resolveu que era o momento de procurar trabalho. Pensou por alguns momentos e se deu conta que agora ele era um experiente padeiro, com um pouco de conhecimento em confeitaria. Após algumas prosas com Anna, ela resolveu ajudá-lo. Reformou uma antiga casa e no local abriu uma pequena padaria para o neto. Esse foi apenas o primeiro passo para que ele tivesse condições de seguir o seu rumo.
 
Dez anos depois, o homem já era proprietário de 12 padarias e 4 confeitarias. O sucesso bateu a sua porta e entrou. Alcançou respeito e reconhecimento na sua região. Tinha se casado há cinco anos com Claire, secretária do seu médico pessoal, e ainda não tinha filhos. A sua avó estava forte e saudável, casa dia mais orgulhosa do neto empreendedor. Tudo caminhava bem e a cada dia melhorava mais.
 
Numa manhã, durante um passeio matinal com Dom, o seu cão amigo da raça boxer, Austin se sentiu mal. Uma dor no peito o incomodava e respirava com dificuldade. Pegou o caminho de volta e a uma quadra da sua casa, no momento em que a avistou, ajoelhou e enfraquecido se deitou. Percebeu que tinha apenas alguns segundos de vida. Em vez de desespero, o que o tomou foi a felicidade, pois tudo o que ele tinha vivido foi com intensidade e honestidade. Agradeceu e se foi. O funeral durou dois dias. Muitos colegas e amigos apareceram para a despedida. As palmas demonstraram o grande respeito que todos tinham por ele. Foi emocionante, foi lindo, foi único.
 
Após o funeral, já na casa de Austin e Claire, foi lido o testamento, como era o costume. Para a surpresa de alguns, não dos mais próximos, ele deixou metade de todos os seus bens para Bud, seu amigo, irmão, o padeiro que lhe amparou e que por muito tempo foi a sua família, a sua única esperança. O testamento dizia:
Metade dos meus bens deixo para Bud, estou feliz por isso. Sou grato”.
 

Daniel Stoque Pecin

Dedicação

Ser cordial, educado e manter relacionamentos amigáveis com clientes e colegas de trabalho são comportamentos cada vez mais valorizados e podem ser vantagens necessárias para a construção de uma carreira bem sucedida.

sexta-feira, 4 de março de 2011

Sim, my friend!

"Se pudermos estar sempre entre amigos, seguiremos um caminho de plena satisfação."

Desde o nosso nascimento, somos estimulados a interagir socialmente e a descobrir a amizade. Frases como "fala oi pra titia", "diga tchau pra vovó", "dá um beijo no amiguinho", nos são apresentadas desde os primeiros meses de vida. Esses estímulos serão os grandes responsáveis pela nossa saúde social. Quem não se comunica, não se entende, se entristece.

Saber fazer amigos é uma das maiores dádivas da vida. É na infância que surgem nossos primeiros confidentes. Isso segue por toda a nossa existência. Temos que estar aptos a qualquer momento para novas amizades. É necessário também ter amigos no ambiente de trabalho, vai servir de enriquecimento e suporte para a vida profissional e financeira. O tipo de relacionamento que temos com nossos amigos e colegas será transferido para o ambiente de trabalho. Digamos que, se você faz boas amizades, assim fará em qualquer lugar.

Eu agradeço todos os dias por ter grandes amigos. Sou muito feliz de ter pessoas especiais convivendo comigo, com a Débora e com a Júlia Liz. Minha esposa é uma grande amiga. Estar cercado dessas pessoas torna a minha vida mais especial. Certamente e felizmente, surgirão novos camaradas pela frente.

A amizade sadia aumenta a satisfação pela vida.

Assim, faça amigos, aumente o seu círculo social. Seja amigo, ajude, escute e lembre-se que é dando que se recebe. A vida é feita de opções, cultive a amizade.

Um abraço, queridos amigos.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Viver ou juntar dinheiro?

Há determinadas mensagens que, de tão interessante, não precisam nem sequer de comentários. Como esta que recebi recentemente.

Li em uma revista um artigo no qual jovens executivos davam receitas simples e práticas para qualquer um ficar rico. Aprendi, por exemplo, que se tivesse simplesmente deixado de tomar um cafezinho por dia, nos últimos quarenta anos, teria economizado 30 mil reais. Se tivesse deixado de comer uma pizza por mês, 12 mil reais. E assim por diante.

Impressionado, peguei um papel e comecei a fazer contas. Para minha surpresa, descobri que hoje poderia estar milionário. Bastaria não ter tomado as caipirinhas que tomei, não ter feito muitas viagens que fiz, não ter comprado algumas das roupas caras que comprei. Principalmente, não ter desperdiçado meu dinheiro em itens supérfluos e descartáveis.

Ao concluir os cálculos, percebi que hoje poderia ter quase 500 mil reais na minha conta bancária. É claro que não tenho este dinheiro.

Mas, se tivesse, sabe o que este dinheiro me permitiria fazer?

Viajar, comprar roupas caras, me esbaldar em itens supérfluos e descartáveis, comer todas as pizzas que quisesse e tomar cafezinhos à vontade.

Por isso, me sinto muito feliz em ser pobre. Gastei meu dinheiro por prazer e com prazer. E recomendo aos jovens e brilhantes executivos que façam a mesma coisa que fiz. Caso contrário, chegarão aos 61 anos com uma montanha de dinheiro, mas sem ter vivido a vida.

"Não eduque seu filho para ser rico, eduque-o para ser feliz. Assim ele saberá o VALOR das coisas e não o seu PREÇO"

Que tal um cafezinho?

Texto : Max Gehringer

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Araraquara no topo!

A FIRJAN (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro) divulga, anualmente, um estudo detalhado dos 5564 municípios brasileiros. Este trabalho é uma referência nacional para análise do índice de desenvolvimento. No domingo, 26/09/10, foram lançados os números com ano base 2007 e Araraquara foi considerada a melhor cidade do Brasil. O município estava em 8º lugar no levantamento de 2005, passou para a 4ª posição em 2006 e agora está no topo do ranking.


Abaixo, os municípios mais bem colocados:

1º Araraquara
2º Indaiatuba
3º Vinhedo
4º Guaíra
5º Jundiaí
6º Sertãozinho
7º Marília
8º Itupeva
9º Barueri
10º Jaguariúna
11º Macaé
12º Matão
13º São Caetano do Sul
14º Itatiba
15º Santa de Parnaíba
16º Boituva
17º Sebastianópolis do Sul
18º Paulínia
19º São José do Rio Preto
20º Tarumã

O ranking completo encontra-se no site http://www.firjan.org.br/, na opção Publicações e Pesquisas.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Ah, Buenos Aires!

Eu e minha esposa Débora, no feriado da independência brasileira, fomos a Buenos Aires. A viagem foi muito boa. Assistimos a um show de tango no Piazzolla Tango e foi sensacional.

Nós adoramos muitas coisas em Buenos Aires. Ficamos hospedados no bairro de Recoleta e não nos arrependemos. O bairro tem clima europeu, é aconchegante, limpo e elegante.

A nossa estadia foi no Hotel Ayres de Recoleta Plaza, na qual recomendamos. O hotel é bem confortável, o pessoal é educado e prestativo.

Aliás, os argentinos são educados e os taxistas também. O táxi é bem barato na cidade.

As opções gastronômicas são grandes, vou indicar alguns lugares:

Churrascaria Clarks (Recoleta) - Tem um bife de chorizo muito bom, além do clima ser atraente. Rua Junin, 1777.

Pizzaria Los Maestros (Bairro Norte) - Pra quem quer conhecer uma pizzaria para argentinos, vale a pena conferir. A pizza é boa. Experimente a cerveja Iguana. O preço também é convidativo. Rua Uriburu, 1305.

La Parolaccia Pasta (Puerto Madero) - As massas são sensacionais, os vinhos são bons e o atendimento é ótimo. Não é muito barato, mas vale a pena conhecer. Rua Alicia Moreau de Justo, 1052.

Restaurante Don Carlos (La Boca) - Os próprios donos do restaurante servem a comida e a bebida. As massas são ótimas, todas com molhos caseiros. Fica do lado do estádio La Bombonera. Rua Brandsen, 699.

Freddo Sorveteria - Tradicional sorveteria na Argentina e tem em várias regiões de Buenos Aires. Não deixe de provar o doce de leite.

Havanna Café – Bela cafeteria de origem Argentina. Também tem em vários locais de Buenos Aires. Experimente os deliciosos alfajores.

Além da gastronomia, quem for a Buenos Aires tem que conhecer La Bombonera, tradicional estádio do clube Boca Juniors. Ainda no bairro La Boca, o Caminito deve ser visitado, que são casas coloridas onde imigrantes genoveses moravam.

Outro ponto a ser visitado é Puerto Madero, antigo porto da cidade que foi restaurado e hoje se encontra bons restaurantes, hotéis e uma universidade.

Além disso, as roupas têm bons preços. Duas boas opções são as ruas Córdoba e Florida. Na cidade tem alguns shopping centers, mas os melhores preços estão nessas ruas. Se você tem interesse em jaquetas de couro, aproveite e compre em Buenos Aires.

Resumindo, cheguei há poucos dias dessa bela cidade e já estou com saudades. Estou com vontade de resolver isso logo, logo.